Branded content: o que é e como ele pode te ajudar

Nos últimos anos, a internet mudou drasticamente a rotina e até a realidade das empresas. A estratégia de branded content é apenas mais um exemplo de como isso vem acontecendo e se tornando absolutamente indispensável.

De fato, há muitos termos em inglês que se disseminam e podem até causar confusão em quem está chegando nesse cenário agora. Mas, acredite, esse é um dos mais importantes de que você pode ouvir falar por aqui.

No fundo, o branded content ou “conteúdo de marca” já existia bem antes da internet. De modo que ele pode perfeitamente ser utilizado para promover produtos ou serviços offline, como no caso de quem dá aula aromaterapia presencial.

Contudo, foi graças à internet que ele se disseminou em países como o Brasil, passando a se tornar uma questão de sobrevivência para as empresas que desejam crescer de verdade, afastando a concorrência e aproximando a clientela.

Daí a importância de tratar deste tema, como faremos aqui, explicando do que se trata o branded content, quais os benefícios de aplicá-lo e, naturalmente, quais são as melhores dicas e conselhos que você pode colocar em prática.

O que é e quais benefícios?

Como vimos, trata-se de um conteúdo de marca, mas não de qualquer conteúdo publicitário e sim de um material estrategicamente desenvolvido.

A começar pelo fato de que a empresa não pode ter uma intenção puramente publicitária, como a de quem deseja abordar os clientes indo direto ao assunto da venda. Na verdade, é preciso fazer uma prospecção passiva e bem menos agressiva.

O branded content é um modo diferenciado de impactar o público, como uma empresa de limpeza pesada, que pode explicar melhor suas funções por meio de textos ou vídeos que trazem um pouco de informação, entretenimento e daí em diante.

Por isso, a internet ajudou tanto essa modalidade de marketing, permitindo que sejam criados conteúdos assim:

  • Artigos de blog;
  • E-mail marketing;
  • Slides e apresentações;
  • E-book e infográfico;
  • Posts nas mídias sociais;
  • Lives e podcasts.

Enfim, isso também já ajuda a mostrar como a criação de conteúdo de marca evoluiu desde o tempo em que as empresas mandavam catálogo e newsletters impressas para a casa das pessoas.

Hoje o universo digital permite desenvolver muito mais conteúdo, com muito mais multimídia, gastando menos e atingindo um público até maior.

Assim, as vantagens vão muito além do custo-benefício, por também acabarem reforçando o nome da marca no curto, médio e longo prazo. Daí que os grandes negócios invistam tanto nessa estratégia atualmente. 

Não é marketing de conteúdo

Hoje muita gente confunde o branded content com o “content marketing”, que é o marketing de conteúdo. Mas, apesar da semelhança de nome e também de propósito, ambos lidam com um escopo e uma estratégia bem diferente.

No caso do marketing de conteúdo, o foco está no funil de vendas e nos resultados comerciais (mesmo que ele não seja tão agressivo quanto o outbound). Aqui, no branded content, uma marca de letra caixa em ACM pode ser ainda mais sutil.

Por exemplo, um conteúdo gerado não necessariamente visa a derrubar objeções, atrair eventuais parcerias ou mesmo gerar leads. 

O foco é apenas fortalecer a marca na cabeça da clientela, tornando-se uma top of mind, isto é, uma referência absoluta.

Por isso também, em decorrência do funil de vendas, o marketing de conteúdo precisa de uma linha editorial e uma agenda. Já o branded content pode ser uma campanha que vai circular por algumas semanas e depois nunca mais.

Tenha uma filosofia real

Por fim, outra dica fundamental para você colocar o branded content em prática é pensar muito na cultura organizacional do seu negócio.

Mas, é preciso ir além daquela história de copiar as “missões, visões e valores” de outro site e simplesmente colar no seu. 

Na verdade, se a firma lida com crachá de identificação funcional, é preciso encontrar um propósito para tudo isso.

Essa filosofia vai descer dos donos e sócios para os diretores, líderes, gestores e destes para os colaboradores em geral. 

Assim, os clientes perceberão com o tempo que sua marca realmente encarnou aquilo. E esse é o branded content mais forte que existe, quando ao pensar na sua solução uma pessoa já se lembra diretamente da sua marca.

Considerações finais

Portanto, hoje em dia é fundamental explicar o que é o branded content, especialmente por suas diferenças com outras táticas similares. 

Além disso, acima demonstramos quais os benefícios dessa estratégia e as principais dicas e conselhos que você precisa considerar antes de pôr em prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *